AMD Chip Black

Reinventando a tecnologia de memória

Baixo consumo de energia, comunicação de amplo alcance e uma configuração empilhada revolucionária.

Infográfico: Apresentando o HBM

A rápida transferência de informações e o empilhamento vertical do HBM abrem as portas para um desempenho de tirar o fôlego em dimensões inovadoras. E os aplicativos para GPU são apenas o começo - o uso mais eficiente da energia e a economia de espaço que o HBM traz norteiam as inovações em todo o setor.​

High Bandwidth Memory

O revolucionário HBM elimina os gargalos do processamento

O HBM é um novo tipo de memória de CPU/GPU (“RAM”) que empilha chips de memória verticalmente, como andares de um edifício. Ao fazê-lo, reduz o trajeto de informações. Essas torres conectam-se à CPU ou GPU por meio de uma interconexão ultrarrápida denominada “intermediário”. Várias pilhas de HBM são conectadas ao intermediário, juntamente com uma CPU ou GPU, formando um módulo que se conecta a uma placa de circuito.

Embora essas pilhas de HBM não estejam fisicamente integradas a CPU ou a GPU, elas estão conectadas tão íntima e rapidamente via intermediário que é praticamente impossível distinguir as características do HBM das da RAM integrada ao chip.

Total Power Time and Performance Chart

Eficiência no consumo de energia

O GDDR5 vem atendendo bem às necessidades do setor nos últimos sete anos, sendo que, até o momento, muitos gigabytes dessa tecnologia de memória estão sendo usados em praticamente toda placa de vídeo de alto desempenho.

Mas, à medida que os chips de vídeo ficam mais rápidos, seu apetite pela entrega mais rápida de informações (“largura de banda”) continua a crescer. A capacidade do GDDR5 de satisfazer essas demandas de largura de banda está começando a declinar, à medida que a tecnologia atinge os limites das próprias especificações. Cada gigabyte por segundo adicional de largura de banda está começando a consumir energia demais para representar uma decisão sábia, eficiente ou com boa relação custo-benefício para designers e consumidores. A conclusão lógica é que o GDDR5 poderia facilmente começar a deter o crescimento continuado do desempenho dos chips de vídeo. O HBM zera a contagem da eficiência em consumo de energia pela memória, oferecendo mais do triplo da largura de banda por watt do GDDR5.1

GDDR5 and HBM

Fatores Forma Menores

Além do desempenho e da eficiência no consumo de energia, o HBM também é revolucionário na capacidade de economizar espaço em um produto. À medida que aumenta a expectativa dos jogadores por PCs cada vez menores e mais potentes, a eliminação de volumosos chips GDDR5 em prol do HBM pode possibilitar dispositivos com novos e empolgantes fatores forma que concentram potência em um tamanho menor. Em comparação com o GDDR5, o HBM pode comportar a mesma quantidade de memória em 94% menos espaço! 2

Um legado em despertar inovações em todo o setor

A AMD possui um longo histórico sendo pioneira em inovações, impulsionando padrões do setor e o estimulando a ampliar as fronteiras do possível O HBM é apenas o mais recente componente de uma lista impressionante que abrange CPUs, placas de vídeo, servidores e mais:

  • X86-64: a versão de 64 bits do conjunto de instruções x86 encontrada em todas as CPUs x86 modernas
  • Wake-On-LAN: resultado de uma coinvenção com a HP, este revolucionário padrão de rede do computador possibilita que o computador seja “acordado” remotamente
  • A GDDR e, agora, o HBM: padrões arrasadores do setor para memória de alto desempenho, inventado pela AMD com contribuições do JEDEC (Joint Electron Device Engineering Council) e parceiros da indústria
  • O primeiro processador de vários núcleos x86: a Opteron™ série 100 da AMD ficou conhecida como a primeira CPU a trazer a computação de vários núcleos ao PC
  • DisplayPort™ Adaptive-Sync: implementada pela AMD como a tecnologia FreeSync™, essa proposta sancionada pela VESA elimina os tremores, possibilitando um jogo sem interrupções
  • Primeiro controlador de memória mesclada para x86: a arquitetura “Hammer”, da AMD, primeiro constituía-se na integração do controlador de memória nas CPUs do cliente para aprimorar o desempenho
  • Mantle: a primeira API de vídeo para PC com baixos custos gerais impulsionando uma revolução que hoje engloba o setor inteiro de gráficos para PC
  • Primeira GPU mesclada: As APUs da AMD foram as primeiras a explorar a integração da GPU com a CPU, eliminando a necessidade de uma GPU externa volumosa para PCs compactos ou baratos

Com o HBM, a AMD está preparada para, mais uma vez, revolucionar o mercado - de jogos da última geração à realidade virtual e mais além.

Notas de rodapé

© 2015 Advanced Micro Devices, Inc. Todos os direitos reservados. AMD, o logo com flecha AMD, a FreeSync, a Opteron e combinações dos mesmos são marcas comerciais da Advanced Micro Devices, Inc. Outros nomes de produtos mencionados são apenas para fins de identificação e podem ser marcas comerciais dos seus respectivos proprietários.​

  1. Testes conduzidos pela engenharia da AMD na GPU AMD Radeon™ R9 290X em comparação com um dispositivo baseado em HBM. Dados obtidos pela medição direta isolada do fornecimento de energia do GDDR5 e do HBM denotam a total utilização da memória. Eficiência energética calculada em GB/s da largura de banda fornecida por watt de energia consumido. AMD Radeon™ R9 290X (largura de banda de 10,66 GB/s por watt) e dispositivo baseado em HBM (largura de banda superior a 35 GB/s por watt), AMD FX-8350, Gigabyte GA-990FX-UD5, DDR3-1866 de 8 GB, Windows 8.1 x64 Professional, AMD Catalyst™ 15.20 Beta. HBM-1
  2. ​Medições conduzidas pela Engenharia da AMD em GDDR5 de 1 GB (4 ICs de 256 MB) a 672 mm2 em comparação com HBM de 1 GB (1x4-Hi) a 35 mm2. HBM-2